16 de fevereiro de 2015

It's complicated...


Bem agora que o mel do dia dos Namorados já está a desaparecer um bocado, posso então debruçar-me sobre a verdadeira tese de doutoramento que são as relações. Isto porque estar numa relação hoje em dia é bastante complicado e complexo!

Por exemplo, é impressão minha ou já nenhuma relação é oficial se não estiver no Facebook? Isto provém principalmente daquele tipo de pessoas que diz que se não está na rede social é porque nunca aconteceu ou não é real. Já para não falar que se o casal não coloca um status/post em conjunto durante uma semana é porque a coisa está pelas ruas da amargura.
Outra muito boa que ouvi foi “é uma relação exclusiva mas não é oficial”… Hein?! Devo realmente ser um tanto quanto antiquada para pensar que uma relação se resume a duas pessoas decidirem estar juntas ou não. Quase que fazem as relações parecerem verdadeiros gatos de Schrödinger (fãs de The Big Bang Theory vão perceber a referência).

Claro que isto vai de muito encontro com as novas tecnologias mas há coisas que me intrigam que nada têm a ver com hi-tech. Como por exemplo, os namorados siameses. Tal e qual como duas pessoas pegadas pela cintura (ei, nada de badalhoquices, suas pessoas pecaminosas), um não vai a lado nenhum sem o outro. Queres ir comprar pão ali ao fundo da rua? Registar o Euromilhões? Tumbas, lá estão eles pegadinhos. Café com amigas? “Ai eu não vou se ele não for.” Ver uma futebolada? “Não posso ir porque ela está ocupada a pintar as unhitas dos pés.” 
Faço muitas vezes a questão filosófica de como é que estes casais vão à casa de banho… Vá, não me levem a mal, acho lindo que um casal goste de fazer as coisas mais mundanas juntos mas acho que deve haver tempo para tudo. Estar com a cara-metade, estar com amigos, estar sozinho (que acho que isso é o derradeiro problema desta questão), etc. 
Acho que no final acabam por se usarem um ao outro como bengalas, já não sabem ser eles próprios sozinhos, por isso precisam da bengala.

Um outro extremo tem mais a ver com "o(a) namorado(a)-marioneta", que é quando tens aquela pessoa que quando sai só com os amigos diz “não posso ir para ali porque o(a) namorado(a) não deixa/gosta”, ou seja, mesmo que o(a) namorado(a) não esteja ali os fios estão bem presentes. E quem diz sítios diz as mais variadas coisas, não deixar comer certas coisas, beber álcool sem a presença das caras-metades, entre muitas outras que de certeza vocês podem acrescentar por mim. 

Contudo, isto não é o que mais me irrita, acreditem. Então imaginemos que um casal está com um grupo de amigos ou até num double date. 
Sou sincera, a coisa mais que mais odeio é estar num grupo no meio de uma conversa tanto séria como trivial… e o casal se começar a comer à minha frente. Sim, posso até ter o meu namorado ao meu lado mas não deixo de sentir que estou a segurar vela. 
Nada contra o PDA (public demonstration of afection), apenas se estou com outras pessoas não vou começar trocar fluídos, quais células vegetais a fazer osmose… Credo!


Mas com certeza, vocês podem acrescentar por mim outros cenários... Digam lá de vossa justiça.

36 comentários:

Raspberry disse...

Há os que se amam tanto que decidem criar uma conta conjunta no facebook (assim fica logo mais do que esclarecido que realmente estão juntos) depois é uma porcaria quando queres falar no chat só com um deles porque nunca sabes qual dos dois está do outro lado.

Tenho um primo que desde que começou a namorar com a sua actual mulher deixou de falar comigo porque ela tem ciúmes. Explicou-me ele certo dia que é por ela ter um caso na família de uma prima que se casou com o primo. Enfim... acho que este é o caso mais ridículo que posso acrescentar à tua lista.

Andreia Morais disse...

«Devo realmente ser um tanto quanto antiquada para pensar que uma relação se resume a duas pessoas decidirem estar juntas ou não», somos duas!

As pessoas podem estar numa relação, mas isso não implica que tenham que andar sempre coladas. Cada um precisa do seu espaço, de estar com os amigos, de fazer as suas coisas, sem ter que andar com o apêndice atrás. Não faz sentido e acho que não é saudável.
Como a Raspberry referiu, há quem crie contas conjuntas no facebook e sempre que vejo uma só me pergunto "porquê?". Parece que têm que mostrar ao mundo que estão juntos senão é um problema. E depois aquela constante necessidade de controlo e de querer saber tudo também me faz confusão. Namoram, não passaram a ser propriedade da outra pessoa.

FME disse...

As relações realmente podem ser coisas medonhas... Nem me vou debruçar senºao já nem calava mas tenho a minha quota-parte de opiniões e já tenho visto coisas que enfim, nem comentário merecem!

Eu tento levar as coisas normalmente.. Bem pelo facebook as pessoas devem pensar que sou solteira e que o meu namorado é apenas o meu melhor amigo ou um primo pq não somos nada de mariquices xD e essa dos siameses puff essas coisas tiram-me do sério!!!

Dxani disse...

Tenho de discordar ctg na parte do facebook. Tenho namorado (e nao é ha duas semanas) e nunca o mencionei no facebook. Nem foto dele existe lá. E nao é uma relaçao em segredo. As pessoas que o devem saber (familias e amigos proximos) sabem-no.

J. disse...

Completamente de acordo contigo.
Ainda há aquele tipo de pessoas que o desespero de alterar o status do facebook é tão grande que são capazes de namorar com qualquer um/uma.

Existe um casal na minha turma bastante semelhante ao que referiste. Há momentos em que estamos a conversar, algo corrente e normal, e o casal isola-se de tal forma que mesmo quando estão sozinhos não vêm ter connosco. Ah! E nas aulas de matemática, nem imaginas, como somos muitos e a prof. não tem tempo para tirar dúvidas a todos, eles aproveitam e começam a comer-se ali mesmo. É nojento e super desconfortável para os que estão à volta!

Ember Blue disse...

Realmente deves sentir-te de vela...eu também sentiria!! E tens razão quando dizes que à casais que parece que só vivem um para o outro, já não sabem viver sem a "bengala".
Beijinhos*

Ana disse...

Mas tens razão no que dizes. Eu tenho um ex-colega de trabalho que para saberes os estado da relação dele bastava ires ao face. Se estava tudo bem, lá punha uma foto de perfil dos dois, se estava tudo mal, só punha a dele...e o meu primo, soube que tinha acabado a relação por causa de um comentário que postou...eu cá não partilho nada dessas coisas. O que importa é como eu sinto e penso!

Ana Fernandes disse...

r: eu acho que nao seria a mesma coisa se não tivessemos o Robert :p

Kiara disse...

A, a sociedade deve pensar que a minha relação já está nas ruas da amargura à muito, porque raramente publicamos coisas em conjunto no facebook xD

*Nightwish* disse...

Não percebo essa necessidade de algum pessoal escarrapachar a sua vida privada no facetruks, relações amorosas incluídas. Acho que a necessidade de "ver" e "ser-se visto" é mais forte que qualquer outro sentimento ou necessidade básica.
Muita gente no meu "facetruks" deve pensar que sou solteira há anos! xD
***

Eva disse...

Nem eu nem o meu namorado falamos sobre a nossa relação no Facebook. Na verdade, nem sequer alterámos os nossos estados. Há coisas que o Facebook não precisa de saber e nós somos felizes assim =)

Lila Incompleta disse...

Eu cá sou solteira, mas posso dizer que já tive algumas relações. Umas mais sérias que outras, mas há que haver limites.
Há casais que sim, que são a loucura e que não se deslargam. Caso de uns amigos que são vizinhos, agora imagina lá. Qualquer dia não se podem ver.

Há que haver um qb em tudo ;)

M. disse...

obrigada minha querida, estou no bom caminho

Claudia Rodrigues disse...

Tenho uns poucos assim no meu facebook, principalmente com o nome dos dois como se fosse uma aliança..para mostrar à sociedade que é para (entrar e coidado com o que gostas ou comentas). Lool enfim estou com meu namorado a 5 anos e no início até publicava muito de vez em quando uma ou outra foto, hoje em dia já não o faço, nem tenho ele no meu facebook.
No dia dos namorados por acaso publiquei uma única foto de umas coisinhas românticas e essas coisinhas todas que em demasiado irrita ahah, e toda agente começou a colocar gostos e etc principalmente a família.. As tantas ficaram supreendidos de afinal eu ainda ter namorado wow!!
Gostei das tuas observações bjs

Isabella disse...

aii, conheço tanta gente assim! Mas a sociedade muda...

JS disse...

A última parte lembra a relação que algumas pessoas têm com o telemóvel. Não vão a lado nenhum sem ele e, mesmo a meio de uma conversa séria ou de uma aula, não deixam de atender uma chamada, ou de enviar SMS's. xD

Andreia Morais disse...

Sim :) hoje deu-me para isso. Já fazia intenções de mudar há algum tempo, só que fui adiando. Ainda não tenho bem a certeza se ficará assim definitivamente, mas vou deixar à experiência. Muito, muito obrigada!

NOR Melo disse...

Ui, não diria melhor!

Beatriz Sousa disse...

Concordo totalmente xD
R: Eu não li tudo, só uma ou outra página, mas realmente achei que pode vir a ser outro Twilight

Alexandra e Elisabete disse...

Sim o mel que há no facebook para nada. Não faz muito sentido para mim porque se for preciso ao fim de uma semana já estão fartos um do outro e já nem se podem ver à frente... E depois o que fica? Uma carrada de fotos no face cheias de mel de uma pessoa que nem quero ver mais à frente.
Não digo que não podem partilhar uma ou outra coisa juntos, mas todos os dias é de mais.
Em relação a espaços públicos ando sempre com velas nas mãos já nem me incomoda. xD
-Alexandra

J. disse...

r: Acredita, e só não o fazem nas outras aulas porque não estão juntos. Eles não têm a noção das figuras que passam ás vezes. Enfim...

Isy disse...

Ach que o conceito de relação sofreu mutações nos ulçtimos anos. Porém acho que o verdadeiro amor é fiel aos velhos principios!

Bjxxx

PedroVentura disse...

Tens toda a razão no que dizes!
theventuraproject.blogspot.com

INÊS disse...

Concordo inteiramente com o que disseste. Há situações que não percebo mesmo.

INÊS disse...

Concordo inteiramente com o que disseste. Há situações que não percebo mesmo.

A disse...

Tens tanta razão. Ontem no carnaval de cada vez que eu e os meus amigos víamos um casal todo horny dizíamos que estavam disfarçados do trailer do 50 shades of grey xD

F. disse...

Eu nem facebook tenho , nao faço promoção ao facto de estar ou nao numa relação nem o escondo , eu nao quero saber do que as pessoas a minha volta sabem , querem saber , dizem ou inventam , uma relação apenas depende das pessoas que nela estão.

Kate disse...

Acho que vivemos numa época em que as pessoas parecem que têm necessidade de manifestar publicamente (de forma exagerada) que estão juntas como se isso fizesse a relação mais forte...isso e, tal como dizes, deixarem de ter vida própria quando estão com alguém...

Alana C disse...

Concordo a 100% contigo! Um casal deve resguardar-se e nao andar a espalhar a meio mundo a sua vida, nao deve *comer-se* na rua como se tivessem no quarto e devem ser fieis a eles mesmos, isto é, querem beber que o façam, é preciso haver confiança um no outro, so assim a relaçao ira resultar.

Mariana disse...

Ahh tão bom! Eu gosto imenso do meu namorado e de passearmos, ver filmes juntos etc maaaas claro, há tempo para tudo. Eu não dispenso o cafezinho com as minhas amigas por exemplo :)

Ruthe disse...

R: Também só lá tenciono voltar no final de março :p

Sara disse...

Assino por baixo! E mais, não gosto nada de ver casais a "comerem-se" em público. Acho uma falta de respeito! Há espaços e tempo para tudo :)

anya ♥ disse...

Ahah gostei do post!
Identifiquei-me com algumas das coisas negativas que apontaste e já comentei com o meu namorado que aos olhos das outras pessoas devemos ser um tanto ou quanto pegajosos. Durante a semana, não estamos juntos, porque eu estudo fora, então os fins-de-semana passamos sempre juntos. Qdo temos encontros entre amigos geralmente vamos juntos (mesmo que sejamos o único casal). Isto, no fundo, tem uma razão bastante fácil de compreender para quem se quiser dar ao trabalho: ele é o meu melhor amigo, eu sou a melhor amiga dele. Não sinto que tenha alguma vez tido uma amizade tão boa. Sinto-me p vezes aparte do meu grupo de amigas por alguns motivos e com ele não sinto isso, por isso gosto que esteja presente. Mas somos independentes, somos fortes individualmente, simplesmente gostamos mais de estar juntos. Não sei se isto faz mt sentido, nem se interessa esta justificação, mas achei que era só mais uma forma diferente de olhar para a coisa :P

Briana disse...

eu no meu grupo de amigos de curso (que são mais ex grupo por ser desconfortável) são todos namorados siameses.. opah não há um único café que não levem a cara metade, e depois se a cara metade não pode, pronto já não vai.. e eu a unica solteira no meio de 4 casais, é a loucura, saiu sempre com vontade de me atirar da janela do rés de chão.
Ao contrário, o meu grupo do secundário (para durar) ninguém leva namorados.

P' disse...

Tens toda a razão, hoje em dia parece que se se vai ao café só conta se se partilhar nas redes sociais (e isto é para tudo e não só numa relação). Eu e o meu namorado só metemos no facebook que estávamos numa relação 1 ano e meio depois de já namorarmos e só o metemos porque foi na sequência de uma brincadeira com outro casal amigo, no entanto a nossa Actividade nessa rede social é quase inexistente, ele nunca vai ao face dele e eu nunca partilho nada a não ser às vezes alguns artigos acerca do cancro ou eventos de sensibilização por exemplo. Quem for à minha página não encontra praticamente informação minha além do meu nome xD além disso todas as semanas eu preciso de pelo menos dois dias só para mim. Fico dois dias (às vezes até mais) sem estar com o meu namorado, umas vezes porque não são e outras porque realmente preciso de tempo para estar comigo mesma, sozinha a fazer as minhas coisinhas ou ir aqui ou ali com X amigo/a e o meu namorado faz o mesmo, aproveita esses dias para ir à sua vidinha, ter com amigos, sair, tratar das suas coisinhas.

Vanda Silva disse...

Concordo com esses cenários todos. Não percebo como, assim que têm namorado, o mundo gira em torno dessa pessoa, e é tudo com essa pessoa. Passa a ser tudo a dois. E as amizades ficam para trás. É um vicio. Mas felizmente não são todos os casais assim. Haja bom senso. Agora o facebook é do piorio! Quando fazem contas conjuntas, meu deus! Mas porque!!! :b E demasiado 'mel' não é bom! Namorar mas sem exageros. Digo eu que às vezes me sinto uma 'velha' nestas coisas, haha.