4 de junho de 2017

Já está na altura de mudar...


Este post provém depois de ler o post da M. sobre as desigualdades entre os dois sexos... a crença de que a mulher tem que fazer tudo em casa e o homem senta-se quietinho no sofá. Nos dias de hoje isso é uma antiguidade pois num casal ambos trabalham e a casa é responsabilidade dos dois.

Contudo, quero contar-vos um exemplo prático que isto ainda existe. Como vocês sabem o Puto já é maior e vacinado... enquanto os meus pais nos vieram visitar aqui ao UK, o Puto ficou em Portugal pois tinha frequências e aulas. Ao qual a minha tia, que também nos veio visitar perguntou à minha mãe, muito preocupada: 
- Então e o Puto, ficou sozinho?! Então mas quem é que vai cozinhar para ele? Vai passar fome!
Ao qual eu muito indignada pergunto:
- Que eu saiba o Puto não é nenhum aleijadinho... 

Quando eu tinha que ir para estágios ou quando tu sais de casa para ir estudar fora ninguém se preocupou que ia passar fome, LoL. Acho que fazem os homens mais idiotas do que o são...

O que acham? Acham que isto já quase não existe ou também têm histórias destas? Força, contem aqui à soberana!

14 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

Claro que não pode haver diferença e quando se educa ... as ferramentas são iguais para os dois géneros!!! Bj

Cátia Rodrigues disse...

Não devia haver diferenças, mas a verdade é que a nossa sociedade ainda pensa que um homem faz menos em casa ou na cozinha..
THE PINK ELEPHANT SHOE // GANHA UM MEGA CABAZ DE VERÃO

Cynthia disse...

Infelizmente, ainda existe muito essa mentalidade e é verdade que é por parte das próprias mulheres. Faz-me cá uma comichão...

As Coisas Dela disse...

Para mim isso não faz sentido: se ambos sujam, ambos limpam, se ambos comem, ambos cozinham... Acho que é assim que deve ser. Beijinhos*

Candybabe disse...

Infelizmente ainda existem muitas histórias assim, já está a mudar...

Andreia Morais disse...

Concordo contigo, com esse género de afirmações acabam por rotulá-los de idiotas, como se não fosse capazes de desempenhar determinadas tarefas.
Não faz qualquer sentido continuarem a perpetuar essas diferenças!

Gaja Maria disse...

Hoje em dia e cada vez mais se educam filhos e filhas da mesma forma, mas ainda há muito disso infelizmente

Por mim disse...

Infelizmente ainda existe muito essa mentalidade. Mas, felizmente, há cada vez mais interessados pais a tentarem mudar isso (eu incluída), pelo que espero que daqui a algumas gerações o "anormal" seja haver situações destas ;)

Tim disse...

fazem-me as mesmas perguntas em relação ao meu puto... Qual é o problema? São grandinhos e já podem fazer as coisas

i. disse...

Totalmente... Como é que podemos ter um mundo de trabalho justo no que diz respeito à igualdade de sexos se nem no meio familiar isso acontece?

Love Adventure Happiness disse...

Infelizmente é ainda muito assim. Muitas mães conheço que deixam comida feita para o tempo que estão fora a rapazes tão crescidos como 24 anos. Tipo a minha sogra. E um dia ele perguntou-lhe como fazer bacalhau com natas e fez, para a namorada. A partir daí acabou porque ela percebeu que, de facto, ele não era nenhum aleijadinho.
A minha mãe não fez isso com o meu irmão, quer comer cozinhe que ele até sabe fazer uma coisas e não sabe mais porque nunca quis aprender...

Ana Patrícia disse...

A tua resposta foi à altura! Ninguém nasce ensinado, se as mulheres aprendem, os homens tem mais é que fazer o mesmo e desenrascarem-se. Além de ser vergonhoso alguém não saber viver sozinho, nos tempos em que vivemos isso já nem faz sentido.
xx, Ana

The Insomniac Owl Blog

JU VIBES disse...

Eu se fosse Homem até me ofendia com tamanhas observações, mas a alguns dá-lhe jeito este pensamento. São substituídos.

Denise disse...

Talvez hoje em dia já se eduquem as crianças com outra mentalidade, com mais igualdade entre rapazes e raparigas.
Mas, nas pessoas da nossa geração, isso vai continuar a acontecer porque os nossos pais e avós (nem todos) ensinaram-nos dessa forma.

Em minha casa, eu faço tudo na cozinha e qualquer outro tipo de tarefa doméstica. Já o meu irmão não faz nada, porque a minha mãe nunca se dignou a ensinar o menino. Ele estuda fora de casa e todas as semanas ela anda numa canseira a preparar-lhe comida para levar.

O meu namorado é outro caso, mas ainda mais extremo. A mãe chega ao ponto de não o deixar fazer nada, dizendo "ai filho, deixa que eu faço, tu não sabes", o que para mim é exasperante. Ela praticamente não deixa o filho preparar o próprio pequeno-almoço.

É mesmo importante não passarmos estas ideias às gerações seguintes.

Beijinhos